Home / Cotidiano / Taboão tem dois assassinatos por mês, diz SSP/SP

Taboão tem dois assassinatos por mês, diz SSP/SP

Os índices de criminalidade, que incluem casos de homicídios dolosos, roubos e furtos, subiram na região. A cidade de Taboão da Serra registrou um aumento alarmante de 300% em homicídios dolosos, aquele que há a intenção de matar, mesmo com acidentes de trânsito, durante o primeiro quadrimestre do ano, em relação ao mesmo período de 2016, foram registrados 8 casos de homicídios contra apenas 2 no mesmo período em 2016.
Os números divulgados na quinta-feira, 25 em balanço da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo deixa Taboão da Serra como uma das cidades mais violentas na Região do Conisud. Os outros indicadores apresentaram uma queda no primeiro quadrimestre. Os casos de roubos de veículos, por exemplo, caíram 21,13% com 168 casos contra 213 no mesmo período do ano passado. Já o número de outros tipos de roubos caiu 25,37% com 809 ocorrências contra 1084 em 2016. Os casos de Furtos variaram em 11,48% e 7,19%, com registro de 501 casos de furtos variados e 142 furtos de veículos na cidade.Quadro comparativo sobre a violência na região

Fonte: Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo

Já em Embu das Artes os índices caíram drasticamente. O furto de veículos caiu 35,96%, o que significa um número de 73 casos contra 114 no primeiro quadrimestre do ano em relação ao mesmo período de 2016. Os roubos de veículos e variados reduziram quase 5%. No entanto, houve aumento nos casos de homicídios, que passaram de 7 para 8 ocorrências, aumentando em 14,29%. De qualquer forma, o número de homicídio doloso é igual a cidade de Taboão da Serra.
Em Itapecerica da Serra, os índices caíram, mas os furtos cresceram em 10,73%, com o registro de 320 casos registrados. O menor índice de homicídios esta em Itapecerica, sendo uma redução de 40% com apenas 3 casos nos primeiros meses do ano. O roubo de veículos também caiu 43,36%, com 64 casos contra 113 em 2016.
Para o secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, a Grande São Paulo precisa estabelecer uma estratégia de saturação nas áreas onde os crimes estão sendo identificados. “Precisamos reunir os comandos da Grande São Paulo e estabelecer uma estratégia de saturação das áreas onde esses crimes ocorreram em número maior”, disse.

About Redação

Com 11 anos, o Jornal Hoje em notícias faz parte da história do Conisud, Região Metropolitana de São Paulo. o Jornal é do povo e não cobra assinatura. Não é preciso pagar para se informar. Um jornal forte, para um leitor forte!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*