Home / Cotidiano / Liberdade não se compra, se conquista!

Liberdade não se compra, se conquista!

O papel de imprensa é imprescindível no combate à corrupção de políticos

Finalmente voltamos. Paramos de circular em agosto de 2016. Fomos assaltados, roubaram nossos exemplares nas ruas, fomos expostos nas redes sociais, execrados na Câmara Municipal. Nesse período, respondemos há vários processos e um Inquérito Criminal promovido pelo prefeito Fernando Fernandes (PSDB). Nossa diretoria foi acusada pelo prefeito de crime de extorsão. Segundo ele, usávamos os jornais do grupo (Hoje em notícias e Folha do Taboão) como instrumentos de extorsão para prejudicar sua campanha. O prefeito disse que se sentiu intimidado com tais notícias, pois não afeta só a sua administração pública, mas também sua vida pessoal e de sua família expondo a opinião pública acarretando situações graves. Fomos investigados a exaustão, tivemos nossos telefones grampeados e fomos violentados no exercício da nossa profissão. Para que não prejudicasse a investigação policial colocamos nossa redação a disposição da Justiça. Por diversas vezes, fomos à Delegacia de Polícia para prestar esclarecimento. Paramos a circulação dos jornais e não participamos na cobertura jornalística das eleições municipais, em outubro de 2016. A justiça trabalhou de forma clara e transparente. A investigação foi impecável e levou o processo promovido pelo prefeito Fernando Fernandes ao arquivamento por falta de provas sobre o crime de extorsão. Agora, livres, estamos voltando com a mesma força de jornalismo investigativo. Não vamos abandonar nossos propósitos e objetivos, que é o de informar e continuar prestando serviços de utilidade pública.
Há muita dificuldade conceitual, especialmente no Judiciário, para entender o papel dos grupos de mídia e de conceitos como liberdade de imprensa, liberdade de opinião e direito à informação. Tratam como se fossem conceitos similares. Direito à informação e liberdade de expressão são direitos dos cidadãos, cláusulas pétreas da Constituição.
A liberdade de imprensa estabelece um ambiente no qual, sem censura ou medo, várias opiniões e ideologias podem ser manifestadas e contrapostas, ensejando um processo de formação do pensamento.
Um povo só consegue lutar pelos seus direitos se os conhece. Por isso, nos dizeres de Rui Barbosa, “a palavra aborrece tanto os Estados arbitrários, porque a palavra é o instrumento irresistível da conquista da liberdade. Deixai-a livre, onde quer que seja, e o despotismo está morto”.
O jornalismo não é um crime, mas os princípios da liberdade de expressão e de imprensa estão ameaçados por todo o mundo. Não sabemos, ao certo, o que levou o prefeito a fazer graves denúncias aos jornalistas e aos jornais. Ficou mais que evidenciado a relação dele com o roubo de jornais nas casas dos leitores. A quem interessa manter a população sem informação?
Liberdade não se compra, não se explora, nem se negocia; liberdade não se doa, não se implora; se conquista a cada dia!

About Redação

Com 11 anos, o Jornal Hoje em notícias faz parte da história do Conisud, Região Metropolitana de São Paulo. o Jornal é do povo e não cobra assinatura. Não é preciso pagar para se informar. Um jornal forte, para um leitor forte!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*